terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Regras de Interpretação

As regras de interpretação se dividem em quatro categorias: Gerais, Gramaticais, Históricas e Teológicas.
Regras Gerais de Interpretação - são os que tratam da matéria global da interpretação. São universais em sua natureza, não se limitando a considerações específicas, incluídas estas nas outras três seções.
Regras Gramaticais de Interpretação - são os que tratam do texto propriamente dito. Estabelecem as regras básicas para o entendimento das palavras e sentenças da passagem em estudo.
Regras Históricas de Interpretação - são os que tratam do substrato ou contexto em que os livros da Bíblia foram escritos. As situações políticas, econômicas e culturais são importantes na consideração do aspecto histórico do seu estudo da Palavra de Deus.
Regras teológicas de Interpretação - são os que tratam da formação da doutrina cristã. São, por necessidade, regras “amplas”, pois a doutrina tem de levar em consideração tudo que a Bíblia diz sobre dado assunto. Embora tendam a ser regras um tanto complicadas, nem por isso são menos importantes, pois desempenham papel de profunda relevância na obra de dar forma aquele corpo de crenças.

Um comentário:

  1. A graça e Paz do Senhor Jesus, amado Teologo.
    Quero eu ajuda, o que quer dizer o texo cantares 4:12 com base na hermeneutica. E que o Espirito Santo cotinue te usando nesta obra, esclarecendo e interpretando os textos. Renato Andrade. membro da Igreja Batista em Salvador Bahia

    ResponderExcluir