terça-feira, 28 de setembro de 2010

Nova Jerusalém

Is 11.6 Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão juntos; e um menino pequeno os conduzirá.Is 11.7 A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; e o leão comerá palha como o boi. Is 11.8 A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e a desmamada meterá a sua mão na cova do basilisco.

domingo, 26 de setembro de 2010

Estou Feliz

Estou feliz porque estamos em época de eleição. Feliz porque tenho acompanhado o horário eleitoral gratuito, e analisado as não tão distintas propostas. Feliz porque tudo esta sendo colocado muito claro, de maneira que sabemos ser tudo real e verdadeiro... Quanta seriedade nos debates, tiriricas a parte, não obstante frutas como pêra, mas deixa pra lá, isso é outra coisa.

Feliz mesmo, explico, por poder participar deste momento tão fantástico, onde os cristãos, olha só, resolveram ser o “sal do mundo”. Não é maravilhoso, acompanhar tantos pastores, bispos, missionários, padres, diáconos, etc., candidatos a deputado federal e estadual, senadores? Ah! Como estou feliz! Feliz por poder ouvir e ver tanta gente bacana, preocupada com saúde, educação, melhores salários, saneamento básico, com a pobreza (a mesma que convive conosco antes de Cristo), e até ver a beleza ingênua da pomba, ao declarar em rede nacional, o compromisso de não faltar ao trabalho... Bom, sobre isto, ainda estou digerindo, é complexo demais.

Estou feliz, porque sei que todos estes candidatos “cristãos”, tomaram a importante decisão da candidatura, porque se importam com as pessoas, porque realmente querem ser usados por Deus. Certamente, nada tem haver com o poder adquirido pela posição, nem mesmo pelas regalias do cargo, tão pouco pelos altos salários e benefícios, afinal, este seria um posicionamento dos ímpios, mas estes cristãos não, nestes podemos confiar, afinal, são “servos”, definitivamente de um deus.

Estou feliz, porque os candidatos cristãos, não estão usando o nome de Deus em vão... Não, eles estão apenas lembrando que são cristãos, que são confiáveis, gente boa. Imagina se usariam o nome de Deus, de Cristo, simplesmente para ganhar uma eleição?!

Porém, se permitirmos uma análise hermenêutica, digo, fundamentalmente bíblica sobre os cristãos como candidatos a futuros políticos, talvez encontremos um contexto paradoxal, mas, melhor não fazê-la... Melhor estar utopicamente feliz.